terça-feira, 12 de abril de 2016

Maccabi Tel Aviv, o grande carrasco das franquias NBA

Maccabi Tel Aviv

A história de confrontos entre equipes da NBA e equipes da FIBA começa em 8 de setembro de 1978 no ginásio Yad Eliyahu. Até o início dos anos 1990, a Seleção de Basquete dos EUA só reunia jogadores universitários. Em 1992, nos Jogos Olímpicos de Barcelona, foi a primeira reunião de uma seleção com jogadores profissionais que atuavam na NBA. Portanto, os confrontos entre times NBA e times FIBA eram raríssimos.

Em 1978, o Maccabi Tel Aviv, de Israel, recebeu ao Washington Bullets, então campeão da NBA, cujo plantel tinha Wes Unseld, Elvin Hayes e Bob Dandridge. Já o Maccabi contava com Aulcie Perry, Jim Boatright, Motti Aroesti e tinha como principal jogador a Miki Berkowitz, conhecido como "O Rei de Israel". Foi um duelo histórico. Um jogo para mudar as mentalidades!

Wes Unseld e Elvin Hayes

A equipe do Washington começou imprimindo um ritmo forte e abriu 8-2. O Maccabi reagiu, empurrado pelos gritos de sua fanática torcida, que lotava o ginásio, e assumiu a dianteira em 24-22, com Berkowitz liderando a pontuação. Parecendo estar um tanto atordoado com o barulho do ginásio, o time dos Bullets errava muito e o Maccabi aproveitou sua desconcentração e abriu 9 pontos de vantagem, terminando o 1º tempo a frente do placar: 54 x 45.

Na volta do intervalo, o Maccabi seguiu impondo um forte jogo de contra-ataque e conseguiu manter larga vantagem até metade do 2º tempo (no marcador, Maccabi 74 x 61 Bullets). Foi quando então o Washington Bullets enfim deu sinais de reação, liderados por Grevey, que fez 35 pontos naquela noite, e Hayes, maior reboteiro da noite. Em pouco mais de cinco minutos o Bullets conseguiu uma corrida de 24-10 e reassumiu a dianteira no placar, passando a vencer por 85 x 84.

Os cinco minutos finais foram eletrizantes. Num momento do jogo em que é a hora dos grandes jogadores, que tenham mais personalidade, aparecerem para decidir, quem fez este papel foi Miki Berkowitz. O Maccabi recuperou-se e faltando 1 minuto para o fim, vencia por 96 x 91. O Washington Bullets lutou muito no minuto final, foi agressivo, forçou a habilidade individual, pressionou, mas não foi suficiente. Placar final: Maccabi 98 x 97 Bullets. A NBA era derrotada na sua primeira experiência fora dos EUA.

Miki Berkowitz, o Rei de Israel

No ano seguinte, o Washington Bullets voltou a excursionar fora de seu país, foi à China, jogou em Pequim e Shangai, e venceu à Seleção Chinesa e ao Bayi Rockets; ainda passou pelas Filipinas, onde venceu uma equipe local.

Em setembro de 1980, a NBA decidiu voltar à Europa, desta vez enviando um combinado de astros, com alguns dos melhores jogadores da liga, entre eles estavam Julius "Dr. J" Erving, Moses Malone, MVP da temporada anterior, e o melhor defensor da época, Michael Sugar Ray Richardson. Novamente a cidade de Tel Aviv foi escolhida como destino e o Maccabi como adversário para o jogo promocional que buscava vingar a derrota de 1978 e resgatar o orgulho ferido do maior basquete do mundo após a derrota do Bullets para o mesmo Maccabi Tel Aviv. Novamente o ginásio Yad Eliyahu presenciaria um duelo NBA x FIBA.

Julius Erving era o grande ícone do basquete norte-americano da época, ele tinha no currículo dois títulos da American Basketball Association - ABA (liga concorrente da NBA), fora duas vezes MVP de Finais e três vezes MVP da temporada regular da ABA. Na sua primeira temporada na NBA ele também ganhou o prêmio de MVP.

Moses Malone e Julius Erving

A realidade do Maccabi era muito diferente daquela de 1978. Quando o combinado da NBA desembarcou em Israel, o time israelense estava desfalcado dos seus dois pivôs titulares, Aulcie Perry e Earl Williams. A principal estrela da equipe, Miki Berkovich, o "Rei de Israel", recuperava-se de uma lesão e não tinha condições de jogar uma partida inteira.

Prevendo um massacre pela equipe desfalcada, ficou decidido que Julius Erving jogaria o primeiro tempo com a camisa azul-amarela do Maccabi, e só no segundo tempo jogaria pelo combinado NBA. Já Miki Berkovich seria poupado de todo o primeiro tempo e entraria em quadra só no segundo.

"Doctor J" não desapontou com a camisa do Maccabi, anotando 20 pontos, o craque do Philadelphia 76ers liderou o Maccabi à vitória no 1º tempo. "Dr. J" anotou mais 8 pontos nos 20 minutos finais atuando pelo combinado da NBA. Moses Malone terminou o jogo com 18 pontos. Pelo Maccabi, o pivô Howard Lassof registrou duplo-duplo, com 18 pontos e 10 rebotes, e Jack Zimmerman alucinou a defesa americana com incríveis 26 pontos. Mas o herói da partida foi, mais uma vez, Miki Berkovich. O camisa 9 anotou 20 pontos, mesmo jogando só o 2º tempo. 

O jogo esteve extremamente equilibrado, com empates em 60 x 60, 86 x 86 e 104 x 104. Foi então que o "Rei de Israel" engatilhou seis pontos seguidos e colocou 112 x 106 no marcador. O combinado da NBA ainda tentou reagir, mas já era tarde e o time de Israel fechou o jogo em 114 x 112. O Maccabi Tel Aviv voltava a vencer uma equipe da NBA.

Só entre 24 de agosto e 9 de setembro de 1984 voltou a haver confrontos entre franquias da NBA e equipes FIBA. Foi organizada uma grande excursão à Europa para uma série de 16 jogos na Itália, na Alemanha, na Suíça e em Israel. Seattle Supersonics, Pheonix Suns e New Jersey Nets viajaram ao Velho Continente. Nos 16 jogos ocorreram 14 vitórias da NBA e só 2 de equipes FIBA, e ambas ocorreram no ginásio Yad Eliyahu, e ambas causadas pelo Maccabi Tel Aviv, o grande carrasco dos times da NBA.

Houve um Quadrangular entre Maccabi Tel Aviv, Hapoel Tel Aviv, Pheonix Suns e New Jersey Nets. Os Nets tinham sido a grande surpresa da temporada anterior ao eliminar o então campeão Philadelphia 76ers nos play-offs. Já o Phoenix Suns vinha de ter jogado a final de sua conferência na temporada anterior, na qual acabaram derrotados pelo Los Angeles Lakers. Eram, portanto, duas grandes equipes.

O primeiro jogo terminou com vitória do Phoenix Suns sobre o Hapoel por 111 x 91. Já na segunda partida da noite, o Maccabi enfrentou o Nets num ambiente ensurdecedor. O pivô norte-americano do Maccabi, Kevin Magee, foi o principal responsável pelo time de Tel Aviv ter aberto 11 pontos de frente: 37 x 26. Mas Magee cometeu sua terceira falta cedo, saiu, e as coisas começaram a mudar, com o Nets reagindo e passando a frente, placar de primeiro tempo: Nets 55 x 51 Maccabi.

Na volta do intervalo, porém, foi outro norte-americano do Maccabi, Lee Johnson, quem assumiu as rédeas do jogo, fez 23 pontos só no 2º tempo (37 no total do jogo). Na metade do segundo tempo, o Maccabi se pôs de novo a frente: 77 x 75. E daí em diante não cedeu mais a vantagem. Final: Maccabi Tel Aviv 104 x 97 New Jersey Nets.

Na decisão de 3º lugar, o Nets venceu o Hapoel por 101 x 82. Na final, Maccabi Tel Aviv e Phoenix Suns se enfrentavam.

Começou o jogo e os Suns abriram uma vantagem inicial de 19 x 13. A partir daí, o Maccabi reagiu e abriu uma sequência 11-0. O Pheonix então se recuperou e passou de novo a dianteira quando o placar marcou 39 x 38. Mas o Maccabi conseguia impor um jogo rápido, de forte contra-ataque, que atordoava o time do Suns. O time israelense teve controle do jogo.

A seis minutos do fim, placar de impressionantes 101 x 75 em favor da equipe de Tel Aviv. O Pheonix pediu tempo, reorganizou-se, fez uma corrida de 23-12, mas não teve tempo suficiente para reverter a situação. Final: Maccabi Tel Aviv 113 x 98 Pheonix Suns.

Magee marcou 36 pontos, Johnson fez 28 e Berkowitz anotou 20. O Maccabi Tel Aviv vencia pela quarta vez a uma equipe da NBA. As quatro primeiras derrotas de equipes NBA para equipes FIBA na história!


Nos 21 anos seguintes, somente uma vez mais teria uma vitória de uma equipe FIBA sobre uma franquia NBA, e seria da Seleção da União Soviética sobre o Atlanta Hawks, em julho de 1988, em Moscou, por 132 x 123.

Os confrontos do Maccabi contra equipes NBA sempre foram duríssimos. Em outubro de 1988, jogando na Filadélfia, estiveram a ponto de vencer ao Philadelphia 76ers. Lances livres errados nos segundos finais, e uma cesta nos segundos finais, colocaram no placar: 76ers 108 x 107 Maccabi.

Um ano depois, em outubro de 1989, derrota por 101 x 95 para o Miami Heat jogando na Flórida. Em outubro de 1990, derrota por 129 x 106 para o Los Angeles Lakers, jogando na Califórnia. Em outubro de 1991, duas derrotas para o Los Angeles Clippers, ambas na Califórnia: 146 x 112 e 98 x 93. Novo duelo em outubro de 1999, e a primeira derrota na história para uma franquia NBA jogando no ginásio Yad Eliyahu: Miami Heat 126 x 91 Maccabi.

Veio então a excursão à América em outubro de 2005. Nunca na história uma franquia NBA havia perdido um duelo para uma equipe FIBA jogando em seu próprio território.

Maccabi Tel Aviv x Toronto Raptors

Em 16 de outubro de 2005, o Maccabi enfrentou o Toronto Raptors no Canadá. Como campeão da Euroliga, o time de Tel Aviv chegou à América do Norte, e com uma atuação antológica do norte-americano, e ex-NBA, Antonhy Parker, que fez 24 pontos no jogo. O ala-pivô croata Nikola Vujcic também teve grande atuação, tendo feito 21 pontos e pego 10 rebotes para o Maccabi. Pelo Toronto, Chris Bosh fez 27 pontos. Mas o nome do jogo foi mesmo Parker, que converteu a cesta decisiva a 0,8 segundos do fim, colocando no placar Maccabi 105 x 103 Toronto Raptors.

Anthony Parker, herói do Maccabi

Três dias depois, o Maccabi seria derrotado por 93 x 79 pelo Orlando Magic. Era tão só a 6ª vez em toda a história que uma franquia da NBA perdia um jogo, e cinco das seis primeiras ocorreram frente à camiseta amarela do Maccabi Tel Aviv. Só um ano depois, em outubro de 2006, o Barcelona venceria ao Philadelphia 76ers, em Barcelona.

De 1978 a 2006, por 28 anos, o Maccabi Tel Aviv foi o grande fantasma internacional no duelo frente a times da NBA. Tanto que o time, como reconhecimento, é o recordista em duelos frente a equipes da NBA. Só entre 2006 e 2009 foram 7 jogos, e todos com derrota: para San Antonio Spurs, Pheonix Suns, Cleveland Cavaliers e Toronto Raptors (em 2006), New York Knicks (em 2007), de novo Knicks e Los Angeles Clippers (em 2009). Em 2014, mais duas derrotas, para Cleveland Cavaliers e Brooklyn Nets. Mas nada pode apagar a bélissima história das 5 vitórias do Maccabi Tel Aviv sobre equipes da NBA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário